5 Dicas Para Prevenir a Impotência Sexual

Anda preocupado com sua performance? Morre de medo de falhar, ou voltar a brochar na hora “H”? Então confira essas 5 dicas para prevenir a impotência sexual.

A impotência sexual, dificuldade persistente em ter ou manter uma ereção, é uma condição cada vez mais comum, até mesmo, entre homens mais jovens.

E a impotência sexual pode vir acompanhada de outros tipos de disfunções sexuais, como redução da libido, ausência de orgasmo, ejaculação precoce.

O fato é que muitos motivos podem levar o homem a apresentar os principais sintomas da impotência sexual.  Mas, a boa notícia é que algumas dicas podem ajudar a reduzir e até a prevenir a incidência dessa condição. Confira abaixo cinco dicas para prevenir a impotência sexual.

Fatores de risco da impotência sexual

Infelizmente, diabéticos, hipertensos e homens com problemas no coração têm maior predisposição a sofrerem de impotência sexual.

Por isso, caso tenha algum desses problemas, o melhor é começar a se cuidar o quanto antes, procurando um clínico geral.

O clínico irá fazer um check up geral, além de investigar se não há problemas com relação ao hormônio testosterona, e caso ele esteja abaixo do nível esperado, a impotência sexual pode começar a aparecer. Nesse caso, o andrologista deverá prescrever o tratamento.

Mas, de uma forma generalizada, algumas atitudes podem ajudar a prevenir a impotência sexual, tais como:

Se alimentar adequadamente

Uma alimentação saudável, rica em frutas, legumes e verduras, não só vai ajudar a espantar a impotência sexual, como outras tantas doenças. Ao se alimentar de forma correta, e mantendo o corpo hidratado e bem cuidado, é possível controlar também os fatores de risco e, dessa forma, minimizar os riscos de ter impotência sexual.

Fazer exercícios

Outro aliado no combate à impotência sexual é procurar seguir uma rotina de exercícios, ajudando a prevenir e a manter bons resultados de tratamentos. Pesquisas comprovam que um homem sedentário tem mais chances de desenvolver problemas de saúde e impotência sexual.

Portanto, se você deseja se prevenir, comece investindo em uma caminhada leve e atividades que você tenha prazer em realizar. Comprovadamente, o estresse é uma das principais causas da impotência sexual.

Procurar ajuda médica

Um dos maiores erros cometidos pelos homens é não procurar ajuda médica ou demorar muito para isso, é preciso que assim que qualquer um dos sintomas apareça procurar logo um médico, para um diagnóstico correto e precoce. Quanto antes for tratada, a impotência sexual tem mais chances de ser curada.

Por isso, não espere para ir a um andrologista que irá pedir exames detalhados e diagnosticar com maior precisão os problemas e o tratamento ideal.

Hoje já existe no mercado tratamentos com produtos e gel 100% natural como é o caso do v8 big size que é um produto em gel que ajuda a aumentar o pênis, melhorar a ereção e retardar a ejaculação.

Confie em sua parceira

Acredite, nessas horas o papel da parceira é fundamental, justamente, para  compartilhar e lhe ajudar com a impotência sexual.

Geralmente, homens com esse problema costumam ficar nervosos, inseguros e estressados por não conseguirem satisfazer sua parceira. Por isso, converse com ela, confie nela para desabafar quando preciso, afinal, problemas fazem parte de qualquer relacionamento.

As possíveis conseqüências da ejaculação precoce

A primeira consequência da ejaculação precoce é, obviamente, o que sentirá o homem que sofre. Ele inicialmente se sentirá envergonhado, frustrado, envergonhado e não terá confiança nele.

Isso pode prejudicar o relacionamento que ele tem com seu parceiro. Ele terá a impressão de não mais “garantir” e poderá, com o tempo, ficar deprimido. A ejaculação precoce pode levar a conflitos em alguns casais, disputas e, em alguns casos, pode chegar ao ponto de ruptura.

No entanto, deve-se saber que a ejaculação precoce é comum e que, embora ainda seja um assunto tabu, muitos homens a enfrentarão durante a vida. Felizmente, hoje existem tratamentos, soluções, dicas para solicitar que tudo volte rapidamente.

Os tratamentos contra a ejaculação precoce

Se você sofre de ejaculação precoce, hoje existem tratamentos ou soluções que podem ajudá-lo a controlar melhor sua ejaculação para recuperar uma vida sexual satisfatória!

Medicamentos

Para tratar a ejaculação precoce, existem principalmente dois medicamentos:

  • Sperm Control

Sperm Control contém um potente inibidor seletivo ativo da recaptação de serotonina. Este agente ativo é usado principalmente como antidepressivo. Seu papel é garantir um certo bem-estar e eliminar o estresse, o medo, a ansiedade e a perda de auto-estima que se sente quando se sofre de ejaculação precoce.

Este medicamento vem na forma de comprimidos e deve ser tomado 1 a 3 horas antes da relação sexual. Tem a capacidade de multiplicar por 3 o tempo antes da ejaculação e é eficaz por 6 a 8 horas. Sperm Control é um medicamento muito prescrito pelos médicos para tratar a ejaculação precoce.

  • Emla

Emla é um creme que contém anestésicos locais. Seus dois agentes ativos (lidocaína, prilocaína) cancelam a hipersensibilidade da área e reduzem a transmissão de sinais de prazer ao sistema nervoso central.

Você deve aplicar este creme e aguardar (dependendo do tempo de exposição indicado pelo seu médico) entre 10 minutos e 1 hora. Emla tem a capacidade de retardar a ejaculação e sua eficácia foi demonstrada por muitos estudos.

Retardadores de ejaculação

Ao falar sobre o disparador automático, é:

  • Toalhetes Viaman

Esses toalhetes são compostos de ingredientes como extrato de hortelã ou erva de São João, conhecidos por sua eficácia no atraso da ejaculação. Eles são discretos e fáceis de usar. Basta aplicar o pano na área e esperar vinte minutos para fazer sexo.

  • O spray retardador Viaman

Sem perfume, composto de ingredientes ativos naturais, discretos, este spray pode ser a solução para quem sofre de ejaculação precoce. Você só precisa usar este spray cerca de 20 minutos antes do ato sexual para controlar sua ejaculação. Para ter sempre consigo e com toda a discrição, este spray retardador de ejaculação está disponível em tamanho de bolso.

Ele substitui o brilho por vários meses, agora o Spray Stud100, que não é mais vendido na França.

  • Preservativos

Todas as principais marcas de preservativos agora oferecem em sua faixa uma ejaculação retardada de preservativo. Você terá a opção de forma, espessura, gel anestésico etc.

Esse tipo de preservativo é uma solução simples e discreta, barata. Ele foi projetado para reduzir pela metade a estimulação gerada pelo contato entre o pênis e o sexo da mulher. O preservativo neste caso contém um gel anestésico que geralmente é bazocaína e está localizado no tanque. Assim, entra em contato com as membranas mucosas da glande durante a relação sexual e, assim, reduz a excitação sentida pelos seres humanos.

O papel do parceira

Quando alguém sofre de ejaculação precoce, a vergonha e a perda de confiança se instalam. É importante que o homem fale com seu parceiro e explique a ele sua dor, o que ele sente . Deve-se saber que o silêncio ou a negação é mais prejudicial do que a própria ejaculação precoce.

A parceira deve prestar atenção às palavras que proferem e, acima de tudo, deve evitar as críticas que apenas irão agravar a situação. Se seu homem costuma ter ejaculação precoce, você não deve julgá-lo, mas tranquilizá-lo.

Você deve saber que, se seu parceiro reagir negativamente desse ponto de vista diante dessa situação, com argumentos na chave, isso é sinal de uma disfunção mais profunda e um casal que não pode resolver uma dificuldade sexual é um casal o que não vai durar.

Se, pelo contrário, seu parceiro estiver disposto a ajudá-lo a superar essa dificuldade, mostrando compreensão e escuta, é bem possível que seus problemas de ejaculação precoce sejam resolvidos rapidamente, porque vocês estarão unidos e juntos. .

Qual o médico que trata a impotência?

A impotência ou disfunção erétil é um problema que ainda nos dias atuais assombra muitos homens das mais variadas idades.

É preciso esclarecer que impotência é a incapacidade de ter ou manter a ereção do pênis pelo tempo necessário para realizar uma relação sexual satisfatória para ambos os parceiros.

Esta disfunção tem que ser repetitiva e ocorrer em pelo menos 50% das tentativas. Alguns homens se assustam com uma “falha” ocasional e por este motivo acabam desencadeando outras “falhas” apenas pelo medo de falhar.

Se você está tendo estas disfunções por períodos consecutivos, então deve procurar um médico especializado na área.

O médico especializado na impotência é o urologista. Este é o profissional que vai diagnosticar, através de seu histórico e exames se o seu caso é realmente impotência ou apenas uma situação temporária que pode ter sido causada por um momento de estresse, cansaço ou outros fatores emocionais e psicológicos.

Estes especialistas revelam que ainda é pequena a quantidade de pacientes que procuram ajuda em relação ao número de homens que sofrem com o problema.

As causas são bem variadas e podem ser físicas e psicológicas. Entre as causas físicas estão: tabagismo, drogas, obesidade, excesso de álcool, hipertensão, diabetes e outros.

Nas causas psicológicas estão: estresse, traumas emocionais (perda de um familiar por exemplo), baixa autoestima, medo de falhar e outros.

Os urologistas afirmam também que o homens não costuma o pênis como parte do corpo, mas quando este problema se apresenta o pânico toma conta.

Alguns casos são irreversíveis, mas não quer dizer que não tenho solução.

A medicina está avançando bastante nesta área e oferece vários tipos de soluções, de acordo com cada caso.

Atualmente as opções são os comprimidos power blue, injeções e cirurgias (implantes). No caso dos implantes existem algumas opções: maleável, semirrígida, articulável.

As próteses são indicadas somente nos casos de impotência mais grave onde as opções anteriores (comprimidos e injeções) não dão o resultado esperado.

Seja qual for seu caso, as dúvidas sempre surgem e a melhor opção é consultar um urologista para chegar ao diagnóstico correto bem como investigar as causas e partir para o tratamento adequado. Conheça mais um pouco sobre o médico urologista:

Causas da impotência sexual em jovens

Muita gente associa a impotência sexual com a idade, achando que ela só acontece com pessoas mais velhas. A verdade é que isso não está completamente errado, afinal, o problema é muito mais comum em homens com mais de 40 anos de idade e a prevalência aumenta conforme a idade chega.

No entanto, é um grande engano pensar que a impotência sexual ocorre somente em homens dessa idade. Isso porque ela pode acometer pessoas de qualquer idade, inclusive jovens que estão iniciando a sua vida sexual.

Sem dúvida a idade é um fator de risco para o surgimento do problema, mas não é o único!

Sendo assim, uma minoria de homens jovens pode apresentar sim problemas de ereção, sim, mas a grande vantagem é que isso pode ser tratado com muita facilidade hoje, existem suplementos como o tittanus que ajuda nessa parte, porém várias pessoas ainda tem dúvidas se o tittanus funciona, se ele realmente faz melhorar a impotência e aumentar a ereção!

No entanto, o que acontece é que, normalmente, a causa do problema nos jovens costuma ser bem diferente das causas em pessoas mais velhas.

Então, para saber um pouco mais sobre esse assunto, continue lendo e vamos descobrir um pouco mais sobre as causas da impotência sexual em jovens.

Causas da impotência em jovens

Ter problemas de ereção e falhar de vez em quando é algo comum e que pode acontecer com qualquer pessoa. Para isso, basta um pouco de ansiedade em relação ao próprio desempenho e pronto, pode ser que a ereção já não seja total.

O fato é que a rigidez peniana acontece como uma resposta a algum estímulo ou excitação e, para isso, diversos sintomas estão envolvidos e precisam estar funcionando corretamente.

Muita gente nem imagina, mas para que uma ereção aconteça, estão envolvidos os nervos, neurônios, vasos sanguíneos, hormônios e etc.

Nos jovens que não apresentam nenhuma doença física, normalmente a impotência é causada por um problema chamado de ansiedade de desempenho.

O medo de falhar acaba sendo o grande vilão que ocasiona a falha. Então, quando isso se torna algo frequente, dizemos que se trata de uma impotência psicogênica.

Logo, o problema da ansiedade se transforma em um círculo vicioso, pois a memória da última relação falha volta, gera ansiedade e uma nova falha acontece.

Nesses casos é essencial buscar algum tipo de tratamento a fim de avaliar se o problema não é mesmo físico e se é possível iniciar um tratamento que seja efetivo para resolver o problema, sempre levando em consideração a causa.

Para saber mais sobre o problema da impotência sexual em jovens, assista o vídeo abaixo: